2 de fevereiro de 2014

Como perguntar

Todos nós temos dúvida sobre alguma coisa. Ninguém nasce sabendo. Porém, o que pode separar aqueles que continuam sem saber, dos que já conhecem sobre o assunto, é a forma com que eles fazem perguntas.

Esse assunto não é novo. Sobre ele, temos o excelente artigo Como fazer perguntas inteligentes, que é uma tradução do How to Ask Questions The Smart Way do Eric Raymond. Se você tem um tempinho disponível, leia-o.

Aqui, resolvi listar alguns itens que não fazem parte dos artigos acima e que também são muito úteis para quem frequenta listas de discussão.

Use um serviço de pastebin

Esses sites permitem que você cole um link no seu email, ao invés de escrever o código todo ali. Eles são úteis, principalmente para linguagens que levam a indentação em conta, como o Python. Além disso, oferecem coloração de sintaxe.

Existem vários sites de pastebin. Eu, particularmente, uso o pastebin.com porque ele não apaga os arquivos.

Update em 21/02/2014: algumas pessoas na lista Python Brasil têm recomendado usar o Gist, do Github, que não apaga os arquivos. Nesse caso, é necessário que você não apague-os, também.

Um problema de cada vez

É comum cairmos na tentação de escrever sobre mais de um problema na mesma mensagem, mas não faça isso!

Se cada mensagem sua tratar de apenas uma questão, as pessoas que procurarem no histórico da lista terão maior facilidade de usar a mesma solução que foi dada a você, diminuindo a quantidade de mensagens na lista.

Conte o que você já conseguiu

Não diga apenas "não estou conseguindo". Diga o que já tentou e o que está acontecendo. Se você está recebendo um erro (e qual erro é) ou se o resultado é diferente do que você esperava.

Procure no histórico da lista

Principalmente se a lista é sobre Python e você quer saber qual IDE é mais usada para programar em Python.

Participe da conversa

Tenho visto threads que muita gente responde ou fica debatendo sobre qual era a dúvida original, mas o autor não se digna a  dizer "obrigado", nem a esclarecer a questão. Lamentável.

Não espere respostas prontas (update em 21/02/2014)

As pessoas que respondem nas listas de discussão são voluntárias e não ganham nada pra fazer isso. Acredite, é verdade!

Por isso, não espere um programa pronto, testado e com todas as explicações detalhadas para você entender completamente o assunto. Às vezes algumas pessoas realmente dedicadas, que eu admiro, como o João Bueno ou o Luciano Ramalho fazem isso, explicando conceitos, os motivos de uma decisão de arquitetura da linguagem Python, etc., mas não é o normal.

Ao contrário, espere um "caminho das pedras", um link para um artigo ou para alguma seção do manual e não entenda isso como má vontade. Se a pessoa que respondeu dessa forma tivesse má vontade, nem te responderia.

Dica mais importante de todas (update em 04/02/2014)

Leia o artigo Como fazer perguntas inteligentes.


Se até hoje você fazia perguntas nas listas de discussão e não recebia boas respostas, leve essas dicas em conta. Se você já frequenta listas de discussão a mais tempo, qual dica acrescentaria à lista?

Eu sou Vinicius Assef, um programador do século passado que gosta de Python, pratica Lean Development e acredita em Deus. Você pode me contactar por email ou twitter.

3 comentários:

  1. Muito bom esse artigo, sem dúvida ajuda aos mais novos integrantes das listas, como eu.

    ResponderExcluir
  2. Caro Vinicius,o link para a página "Como fazer perguntas inteligentes" está quebrado. Encontrei o conteúdo na seguinte URL: http://wiki.python.org.br/ComoFazerPerguntasInteligentes Muito obrigado pelo artigo.

    ResponderExcluir

Marcadores