28 de outubro de 2008

Não deixe suas janelas quebradas

Quem já leu o livro The Pragmatic Programmer: From Journeyman to Master sabe do que estou falando.

Uma janela quebrada aumenta a possibilidade de outras também virem a quebrar.
Outra analogia pode ser feita com um jardim. Se ele é bem cuidado, as ervas daninhas vão ter mais dificuldade em crescer, e você terá mais facilidade em mantê-lo limpo e vistoso.

Acho o assunto bem apropriado para quem está aprendendo uma linguagem nova. Não deixe janelas quebradas pelo caminho. Em outras palavras, não passe à frente sem ter entendido completamente a etapa em que você está. Não tente correr se ainda não sabe andar com firmeza.

Pergunte a quem já sabe do assunto, participe de listas por e-mail, pesquise na internet. Material é que não falta. Inclusive nesse blog tem link para um monte de coisa e exemplos também. Em outras palavras, entenda o que você está fazendo. Domine a linguagem e o modo de fazer as coisas nela.

O mercado precisa de profissionais capacitados em Python e todo mundo diz que essas pessoas estão em falta. Mas não se engane. Se você não souber o quê está fazendo com Python, a vaga que poderia ser sua vai continuar em aberto.

Sugiro que você leia a entrevista Don't Live with Broken Windows (em inglês) com os autores do livro citado lá no início, que fala exatamente sobre As Janelas Quebradas (The Broken Windows Theory), para ter uma idéia melhor do assunto.

Abraço.

Eu sou Vinicius Assef, um programador do século passado que gosta de Python, pratica Lean Development e acredita em Deus. Você pode me contactar por email ou twitter.

4 comentários:

  1. Parabens pela iniciativa, tb estou aprendendo python - e tenho até algumas idéias interessantes para implementar - seus exemplos estão sendo de grande ajuda.

    ResponderExcluir
  2. Fabiano, que bom saber que está ajudando. Saiba que o maior benefício está vindo para mim. Tem gente ajudando com os exemplos, dando idéias e corrigindo alguns errinhos de principiante.

    Se você tiver alguma idéia para o blog, fique à vontade de sugerir. Se eu não souber fazer, certamente nossa comunidade saberá. Tem gente *muito competente* aqui no Brasil, e bem disposta a ajudar. :-)

    [ ]s
    Vinicius Assef.

    ResponderExcluir
  3. Hmm... Não creio que seja assim.

    Consertar as janelas quebradas de um projeto é uma boa idéia, mas isso não tem relação com esse ponto aqui:

    "Em outras palavras, não passe à frente sem ter entendido completamente a etapa em que você está. Não tente correr se ainda não sabe andar com firmeza."

    Discordo. Só posso falar por mim mesmo, eu deixei muitas dúvidas no caminho do aprendizado de Python, e fui seguindo em frente. mas conforme eu avançava, as peças se encaixavam naqueles pontos sobre os quais tinha dúvidas. Resultado: fui entendendo.

    Eduardo Willians

    ResponderExcluir
  4. Eduardo, você tem razão. Realmente acontece de as coisas irem se encaixando melhor mais à frente.

    Acho que me expressei mal, quando minha intenção era recomendar para alguém que está aprendendo não ser meramente um "copier and paster" de código. Isso sim é importante, né?

    ResponderExcluir

Marcadores